METAIS

Cádmio
Indicador Biológico de Exposição: Cádmio sangüíneo (Cd-S)
Coleta: Uma amostra de sangue heparinizado (10 mL). O momento da coleta não é crítico.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 5 dias.
V.R.: N.R.
I.B.M.P.: 0,5 µg/dL
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)

Cádmio
Indicador Biológico de Exposição: Cádmio urinário (Cd-U)
Coleta: Uma amostra de urina (50 mL). O momento da coleta não é crítico.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 7 dias.
V.R.: até 2 µg/g de creatinina
I.B.M.P.: 5 µg/g de creatinina
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)

Chumbo
Indicador Biológico de Exposição: Chumbo sangüíneo (Plumbemia / Pb-S)
Coleta: Uma amostra de sangue heparinizado (10 mL). O momento da coleta não é crítico.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 5 dias.
V.R.: até 40 µg/dL
I.B.M.P.: 60 µg/dL
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)

Chumbo
Indicador Biológico de Exposição: Chumbo urinário (Pb-U)
Coleta: Uma amostra de urina pré jornada e outra pós jornada de trabalho (75 mL cada) coletadas após no mínimo dois dias seguidos de exposição.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 7 dias.
V.R.: até 50 µg/g de creatinina
I.B.M.P.: 100 µg/g de creatinina
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)
Observações: Embora principalmente utilizado como indicador da exposição ao chumbo orgânico (mormente o chumbo tetraetila, um aditivo da gasolina em desuso), vários autores sugerem o uso deste I.B.E. também para a monitorização da exposição ao chumbo inorgânico. Com esta finalidade, o horário da coleta não é crítico e o BEI (limite biológico de exposição) é de 50 µg/g de creatinina.

Cobalto
Indicador Biológico de Exposição: Cobalto urinário (Co-U)
Coleta: Uma amostra de urina pós jornada de trabalho (20 mL) coletada no último dia da semana de trabalho.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 7 dias.
V.R.: até 2,4 µg/L (FIOH)
I.B.M.P.: 15 µg/L (ACGIH)
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)

Cobre
Indicador Biológico de Exposição: Cobre sérico (Cu-S)
Coleta: Uma amostra de soro (3 mL). O momento da coleta não é crítico. Após a coleta de 10 mL de sangue sem anticoagulante, deixar retrair o coágulo e separar o soro.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 5 dias.
V.R.: 60 a 140 µg/dL
I.B.M.P.: N.R.
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)
Observações: Devido à baixa toxicidade do cobre, o seu I.B.M.P. não está determinado. A interpretação do resultado fica a critério médico dependendo principalmente do histórico dos resultados anteriores.

Cobre
Indicador Biológico de Exposição: Cobre urinário (Cu-U)
Coleta: Uma amostra de urina pós jornada (50 mL) coletada no último dia da semana de trabalho.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 7 dias.
V.R.: até 50 µg/g de creatinina
I.B.M.P.: N.R.
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)
Observações: Devido à baixa toxicidade do cobre, o seu I.B.M.P. não está determinado. A interpretação do resultado fica a critério médico dependendo principalmente do histórico dos resultados anteriores.

Cromo
Indicador Biológico de Exposição: Cromo urinário (Cr-U)
Coleta: Uma amostra de urina pós jornada de trabalho (20 mL) coletada no último dia da semana de trabalho.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 7 dias.
V.R.: até 5 µg/g de creatinina
I.B.M.P.: 30 µg/g de creatinina
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)

Manganês
Indicador Biológico de Exposição: Manganês urinário (Mn-U)
Coleta: Uma amostra de urina pós jornada de trabalho (50 mL) coletada após no mínimo dois dias seguidos de exposição.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 7 dias.
V.R.: até 8 µg/L
I.B.M.P.: 20 µg/L
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)

Mercúrio
Indicador Biológico de Exposição: Mercúrio urinário (Hg-U)
Coleta: O Quadro I da NR-7 recomenda a coleta da primeira urina da manhã. Se o acompanhamento da coleta pelo pessoal do ambulatório médico for julgado importante, recomendamos a coleta de urina (20 mL) pré jornada.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 5 dias.
V.R.: até 5 µg/g de creatinina
I.B.M.P.: 35 µg/g de creatinina
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)
Observações:
1. Deve-se evitar a ingestão de "conchas" (frutos do mar) nas 48 horas que antecedem a coleta.
2. Para evitar a contaminação exógena da amostra, a coleta deve ser realizada em local afastado do local de trabalho.
3. Para possibilitar a interpretação da evolução dos resultados ao longo do tempo, as amostras devem ser coletadas sempre no mesmo momento.

Níquel
Indicador Biológico de Exposição: Níquel urinário (Ni-U)
Coleta: Uma amostra de urina pré jornada de trabalho (20 mL) coletada no último dia da semana de trabalho.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 7 dias.
V.R.: até 2 µg/g de creatinina
I.B.M.P.: 30 µg/g de creatinina
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)
Observações: Embora este I.B.E. tenha sido removido do Quadro I da NR-7 - redação de 1994, devido ao fato de estar comprovado que a exposição a este agente predispõe ao câncer, especialmente pulmonar e nasal, continuamos recomendando a monitorização da sua exposição.

Zinco
Indicador Biológico de Exposição: Zinco urinário (Zn-U)
Coleta: Uma amostra de urina pós jornada de trabalho (20 mL) coletada após no mínimo dois dias seguidos de exposição.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 7 dias.
V.R.: até 900 µg/g de creatinina
I.B.M.P.: N.R.
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)
Observações:
1. O zinco é um metal essencial, presente em muito complexos multivitamínicos com sais minerais. O uso destes eleva os níveis de zinco sérico e urinário.
2. O líquido seminal tem uma alta concentração de zinco, por isso, deve-se evitar a coleta da primeira micção após uma ejaculação.
3. O zinco urinário foi removido do Quadro I da NR-7, onde constou até 1994, com V.R.: 150 a 700 µg/L e I.B.M.P.: 1.200 µg/L.

Zinco
Indicador Biológico de Exposição: Zinco sérico (Zn-S)
Coleta: Uma amostra de soro (5 mL). O momento da coleta não é crítico. Após a coleta de 10 mL de sangue sem anticoagulante, deixar retrair o coágulo e separar o soro.
Conservação: Geladeira a 4ºC, por até 5 dias.
V.R.: até 120 µg/100 mL
I.B.M.P.: N.R.
Método analítico: Espectrofotometria de absorção atômica (EAA)
Observações: O zinco é um metal essencial, presente em muito complexos multivitamínicos com sais minerais. O uso destes eleva os níveis de zinco sérico e urinário.